04 e 05
de outubro
São Paulo - Brasil
< Voltar ao blog

#WebBr2016: rumo à Web das Coisas com a padronização de seus protocolos

14 de outubro de 2016

thumb image

“A ausência de interoperabilidade ao longo das plataformas de IoT acaba por provocar a fragmentação, além de silos de dados e custos maiores de desenvolvimento”. Assim, Dave Raggett, líder do grupo de Web of Things do W3C Internacional, abriu a Conferência Web.br 2016.

Abertura da Web.br - Vagner Diniz, gerente geral do W3C Brasil e Dave Raggett, líder do GT Web of Things do W3C Internacional

Abertura da Web.br – Vagner Diniz, gerente do W3C Brasil e Dave Raggett, líder do GT Web of Things do W3C Internacional / Crédito: Marco Estrella

O primeiro keynote speaker dessa edição mostrou o trabalho do W3C em expandir a Web de documentos para a Web das Coisas e como o W3C está trabalhando para combater a fragmentação dos padrões. Além disso, Dave mencionou que Big Data e privacidade são dois outros grandes desafios para o IoT. “Uma segurança forte depende de compreensão e aderência às novas práticas. O IoT é um ambiente novo para todos e por isso novos padrões e práticas devem ser criados”.

Em seguida, foi a vez da keynote Glaucimar Aguiar, arquiteta de software da HPE, liderar o palco com a apresentação “Behaviour Driven Development, e eu com isso?”, na qual abordou as principais vantagens da linguagem ubíqua e porque BDD se tornou sua grande aliada como arquiteta de software. Glaucimar explicou que BDD envolve um novo mindset voltado para valores e comportamento reforçando a colaboração entre os diversos stakeholders (analistas, desenvolvedores, testadores, gerente de projetos, product owner e etc).

Para encerrar o time de keynotes no 1º dia, teve ainda a apresentação de Riichiro Mizoguchi, professor do Research Center for Service Science no Instituto Avançado de Ciências do Japão, que mostrou conceitos relacionados a ontologias e sua aplicação no campo da Web Semântica. Riichiro demonstrou como as tecnologias de criação de sentido (do inglês, sensemaking) são importantes para a Web e como as ontologias auxiliam as pessoas a lidarem com essas tecnologias.

Após o almoço, foi dado sequência às palestras que foram divididas em 5 trilhas: Millennium Falcon, Enterprise, Sputnik, Apollo e Tardis com temas como: games na web, usabilidade, internet descentralizada, programação segura para Web, protocolos e realidade virtual na Web.

Ainda, tivemos como palestra destaque na trilha Millennium Falcon o painel “Empoderamento Feminino na Web” com Alda Rocha, Tássia Spinelli, Luciana Heuko, Carine Roos e Barbara Paes. O painel contou com transmissão ao vivo e foi bastante elogiado.

empoderamento_feminino

Painel Empoderamento Feminino na Web com Alda Rocha, Carine Roos, Tássia Spinelli, Luciana Heuko e Bárbara Paes / Crédito: Marco Estrella

Você ainda pode conferir a cobertura completa em:

https://www.facebook.com/W3CWebbr/

https://twitter.com/w3cbrasil

https://www.instagram.com/w3cbrasil/

Amanhã seguimos com a transmissão da trilha Millennium Falcon em: http://conferenciaweb.w3c.br/

Leia Também

Inscrições

Faça a sua inscrição e fique por dentro das inovações e tendências Web com os melhores palestrantes nacionais e internacionais!

A Web.br é o local perfeito para trocar experiências e ficar por dentro das novidades do mercado.

30 E 31 DE OUTUBRO

Nós podemos ter a Web que queremos!

Assine a
newsletter

 

Fique por dentro das novidades do evento!

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba atualizações de agenda, novos palestrantes, informações sobre inscrições e muito mais!

Seja um
patrocinador:

A sua empresa deseja patrocinar ou apoiar a edição 2018 da conferência Web.br? Fale com a gente!

organização

Centro de Estudos sobre Tecnologias Web Acesse o site do NIC.br Acesse o site do CGI.br

Iniciativa convidada

Acesse o site do W3C
Imagem do rodapé